JujubaPesquisadores chineses anunciaram o sequenciamento genético da jujubeira. Essa espécie é uma das frutas mais cultivadas globalmente, ocupando aproximadamente 12 milhões de hectares em todo o mundo (quantidade comparável à área ocupada por maçãs e citros). A China é responsável pela produção de aproximadamente 99% das 6 milhões de toneladas da versão seca da jujuba, fonte de vitamina C em maiores quantidades do que a laranja ou kiwi, e de açúcar em maior proporção do que a cana ou beterraba. A pesquisa foi publicada na edição mais recente da revista Nature Communications.

Embora originária da China, onde também é usada para fins medicinais e seu cultivo é fonte de renda para milhões de agricultores, atualmente a jujuba pode ser encontrada também no Brasil. Segundo a equipe responsável pelo estudo, o mapeamento do genoma da árvore foi particularmente difícil devido a seu alto nível de complexidade, razão pela qual esse é o primeiro trabalho desta natureza com plantas da família das ramnáceas.

Do ponto de vista agronômico, a fruta é economicamente interessante por apresentar resistência natural à salinidade e à seca, se desenvolvendo bem em climas temperados ou tropicais, solos arenosos, alcalinos ou áridos. Conhecer o DNA da jujubeira pode ajudar os cientistas a entender o metabolismo dessas características.

De acordo com o professor da Universidade Agrícola de Hebei e líder da pesquisa, Mengium Liu, a descoberta pode acelerar o processo de melhoramento vegetal, especialmente das árvores da família das ramnáceas. “Esperamos agregar valor à produção de alimentos”, afirma Liu.

Fonte: Nature Communications, outubro de 2014