Qual é a taxa de adoção dos principais transgênicos aprovados no Brasil?

/Qual é a taxa de adoção dos principais transgênicos aprovados no Brasil?

Engenheiro agrônomo, pós-doutor em Bioquímica, com ênfase em Biologia Molecular. Atua como professor da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).

A cada ano, o uso de sementes transgênicas aumenta sistematicamente no País. De 2010 a 2016, a taxa de adoção de variedades geneticamente modificadas (GM) de soja passou de 75% para 96,5%, segundo dados do Serviço Internacional para a Aquisição de Aplicações em Agrobiotecnologia (ISAAA). Para outras culturas, nesse mesmo período, o cenário é semelhante: enquanto no caso do milho os índices saltaram de 55% para 88,4%, no do algodão subiram de 26% para 78,3%. O algodão transgênico foi, inclusive, um dos grandes destaques dos últimos anos no Brasil, pois em 2014 a taxa de adoção era de 66%, um aumento de 22,3 pontos percentuais na comparação com 2016. A alta adesão das variedades GM na agricultura se deve aos benefícios obtidos com a biotecnologia, como maior eficiência, facilidade no manejo, menor tempo gasto nas operações, otimização do uso de defensivos químicos e redução de perdas nas lavouras.

Por: Marcelo Gravina de Moraes em 16-11-2017 | Atualizado em 16-11-2017 | Categorias: Agricultura

Marcadores: , ,

Engenheiro agrônomo, pós-doutor em Bioquímica, com ênfase em Biologia Molecular. Atua como professor da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).