Alimentação e Saúde

/Alimentação e Saúde

Dúvidas sobre transgênicos? A gente responde!

Navegar pelas Perguntas e Respostas



Não. Todos os produtos derivados da biotecnologia e destinados à alimentação humana e animal passam por rigorosas avaliações sobre sua biossegurança. Até hoje, não foram constatados problemas de saúde relacionados com a ingestão de alimentos derivados de plantas transgênicas nos estudos que antecederam a liberação comercial ou no consumo desses produtos.

Ler Mais

Por: Neuza Maria Brunoro Costa em 16-11-2016|Categorias: Alimentação e Saúde|Marcadores: , ,

Há pesquisas pelo mundo com soja, milho, arroz, banana, beterraba, cana-de-açúcar, laranja, mamão, mandioca, berinjela e abobrinha transgênicos, entre outros alimentos. O objetivo é expressar nessas espécies características como resistência a insetos, fungos e vírus, tolerância a herbicidas e à seca, e melhorias em suas composições nutricionais.

Ler Mais

Por: Elibio Rech em 16-11-2016|Categorias: Alimentação e Saúde|Marcadores: , ,

Não. Cientistas também estão desenvolvendo plantas com maior valor nutricional, como o arroz dourado (golden rice), rico em pró-vitamina A, que pode ajudar a reduzir a incidência da carência dessa vitamina em milhares de pessoas no mundo. Além disso, estão sendo pesquisadas plantas transgênicas que produzem compostos úteis para a medicina, por exemplo.

Ler Mais

Por: Neuza Maria Brunoro Costa em 21-10-2016|Categorias: Alimentação e Saúde|Marcadores: , ,

A biotecnologia já é utilizada na área da saúde muito antes de ser introduzida na agricultura. A insulina humana fabricada é bactérias geneticamente modificadas, diversos são fabricados a partir de anticorpos monoclonais (feitos pelo clone de um único linfócito B) e o hormônio do crescimento e a vitamina C são transgênicos. Há diversos outros exemplos.

Ler Mais

Por: Neuza Maria Brunoro Costa em 21-10-2016|Categorias: Alimentação e Saúde|Marcadores: , ,

Sim. Um grupo de cientistas do Japão, Filipinas, Colômbia, Indonésia, EUA e Austrália desenvolveu um arroz geneticamente modificado com melhor composição nutricional. Os pesquisadores introduziram uma combinação de genes em variedade do cereal, e o resultado foi um grão com mais ferro e zinco. O estudo foi publicado na revista “Nature” de fevereiro.

Ler Mais

Por: Flavio Finardi Filho em 21-10-2016|Categorias: Alimentação e Saúde|Marcadores: , ,

Não, pelo contrário. A tecnologia adotada para cultivo de alimentos geneticamente modificados contribui para o aumento da produtividade e a redução do custo de produção. Entre 1996 e 2013, o uso da biotecnologia no mundo gerou uma produção extra de 274 milhões de toneladas de milho, 138 milhões de t de soja e 21,7 milhões de t* de algodão.

Ler Mais

Por: Marcelo Menossi Teixeira em 21-10-2016|Categorias: Alimentação e Saúde|Marcadores: , ,