O governo chinês deve quintuplicar os investimentos em pesquisas na área de agricultura de OGMs até 2005, chegando a US$ 500 milhões anuais. O dado faz parte de uma reportagem de 22 de novembro da revista americana Fortune, que trata da “exuberância” da área de OGMs na China.

Tudo começou, diz a revista, quando em 1986 o então presidente, Deng Xiaoping, identificou a engenharia genética como uma das sete tecnologias críticas para o crescimento econômico do país. Xiaoping instou os primeiros esforços para a comercialização de OGMs na China.

Em 2002, segundo a reportagem, havia 39 empresas biofarmacêuticas trabalhando no comércio desses produtos em solo chinês. A revista cita, entretanto, que o país ainda está às voltas com algumas questões importantes na área, entre elas a falta de uma política forte de proteção de patentes.

Clique aqui para ler a matéria em inglês.