Uma nova alfafa promete aumentar a produção de leite nos EUA. A variedade N-R-Gee possui maior porcentagem de carboidratos e pectina, compostos que são convertidos em leite pelas vacas. Além disso, contém menos fibras que esses animais não conseguem digerir, permitindo que comam mais alfafa e produzam mais leite.

Segundo Julie Hansen, especialista em geração de plantas geneticamente modificadas da Universidade Cornell, no estado americano de Nova York, “a combinação entre maior quantidade de alfafa e facilidade de digestão deve aumentar significativamente a produção da indústria de lacticínios”.

A descoberta é ainda mais vantajosa do que se imaginava. A alfafa N-R-Gee é resistente a uma série de doenças típicas do nordeste norte-americano, cujas condições climáticas são ideais para o cultivo da planta.

Fonte: Universidade de Cornell – 09 de março de 2012