biossegurança

/Marcador:biossegurança

Engenharia Genética: Brasil prepara-se para futuros desafios

Em entrevista, o presidente da CTNBio, Edivaldo Velini, analisa o futuro da Biotecnologia no Brasil

13/03/2017|Categorias: Entrevistas|Marcadores: , , |

Existem estudos de longo prazo que atestam a segurança dos transgênicos?

Sim. Relatório da Comissão Europeia referente aos anos de 1985 a 2000 reitera que os transgênicos são ainda mais seguros do que as plantas e os alimentos convencionais. Outro estudo da Comissão Europeia, feito de 2001 a 2010, concluiu que os transgênicos não apresentam mais riscos do que as tecnologias de melhoramento convencional de plantas.

06/02/2017|Marcadores: , , |

Os transgênicos causam algum tipo de prejuízo à saúde humana e animal?

Não. Todos os produtos derivados da biotecnologia e destinados à alimentação humana e animal passam por rigorosas avaliações sobre sua biossegurança. Até hoje, não foram constatados problemas de saúde relacionados com a ingestão de alimentos derivados de plantas transgênicas nos estudos que antecederam a liberação comercial ou no consumo desses produtos.

16/11/2016|Marcadores: , , |

O que é e o que faz a CTNBio?

A Comissão Técnica Nacional de Biossegurança (CTNBio), vinculada ao Ministério da Ciência e Tecnologia, deve acompanhar o desenvolvimento técnico-científico nas áreas de biossegurança, biotecnologia e bioética. Ela avalia cada pedido de pesquisa ou comercialização de OGM no país e só libera um produto transgênico após testes de biossegurança.

16/11/2016|Marcadores: , , |

Quais são as penalidades para quem não cumprir a Lei de Biossegurança?

A legislação brasileira prevê diversas formas de punição para infrações tanto na pesquisa quanto na comercialização de OGM, como advertência, multa, apreensão e suspensão da venda de produtos e seus derivados. Há, ainda, o risco de embargo da atividade, interdição parcial ou total do estabelecimento e até suspensão ou cancelamento do registro.

22/10/2016|Marcadores: , , |

Como é a legislação em biossegurança e biotecnologia nos EUA e na Europa?

Nos Estados Unidos, a aprovação de produtos biotecnológicos depende de órgãos como a Food and Drug Administration (FDA), o Departamento de Agricultura (USDA) e a Agência de Proteção Ambiental (EPA). Já na União Europeia (UE), quem faz o acompanhamento dos produtos de origem biotecnológica é a Comissão do Parlamento da comunidade.

21/10/2016|Marcadores: , , |