transgênico

/Marcador:transgênico

Qual foi o primeiro transgênico aprovado no Brasil e quando isso ocorreu?

Foi uma soja tolerante ao herbicida glifosato e eficiente no controle de plantas daninhas, liberada pela CTNBio em 1998. Essa variedade foi produzida por meio da introdução de um gene da bactéria de solo Agrobacterium tumefaciens. Além do Brasil, essa soja está aprovada para plantio e/ou consumo humano e animal em países como Argentina, Estados Unidos, China, Colômbia e União Europeia.

16/11/2017|Marcadores: , , |

12 principais dúvidas sobre transgênicos

Confira nessa seleção de perguntas mais frequentes se sua dúvida sobre os organismos geneticamente modificados está respondida.

19/07/2017|Categorias: Apresentações|Marcadores: , , |

Brasileiros desenvolvem alga transgênica

Objetivo é combater a proliferação do mosquito da dengue

01/03/2017|Categorias: Notícias|Marcadores: , , |

Como é garantida a segurança dos transgênicos para a alimentação no mundo?

Os transgênicos disponíveis no mercado são submetidos a análises toxicológicas, alergênicas, nutricionais, agronômicas e ambientais feitas por uma comissão de especialistas em biossegurança. Só quando não há evidências científicas de malefícios à saúde humana, animal e ao meio ambiente é que eles são aprovados para cultivo comercial e consumo.

21/10/2016|Marcadores: , , |

O que é um evento de transformação genética vegetal?

Para obter uma planta transgênica com determinada característica de interesse, é preciso produzir centenas ou milhares de exemplares. Cada um deles é um “evento de transformação genética” e vem de uma única célula vegetal, na qual houve inserção do gene desejado. A partir do evento selecionado, é feita a multiplicação, de forma a gerar descendentes.

21/10/2016|Marcadores: , , |

Quando foram feitos os primeiros testes em campo com plantas transgênicas?

Em 1986, nos EUA e na França. Desde então, já foram feitos mais de 30 mil experimentos em campo no mundo, sobretudo nos EUA e no Canadá. Países da Europa e da América Latina (Argentina e México) também têm participado desse processo. O Brasil iniciou suas atividades em 1997 e, desde 2005, a CTNBio já autorizou mais de 900 testes com transgênicos.

21/10/2016|Marcadores: , , |