A fim de descobrir como plantas produzem ascorbato, cientistas neozelandeses identificaram a enzima GDP – galactore fosforilase como a responsável pelo controle dos níveis de vitamina C em plantas. Após a introdução dessa proteína em morangos, batatas e tomates, os resultados mostraram que o índice de ascorbato presente nessas frutas aumentou em até 500%.

Plantas são a principal fonte de ascorbato para o consumo humano. No entanto, elas possuem baixos níveis de vitamina C, o que leva muitas pessoas a fazerem uso de suplementos para completar sua dose diária. O consumo de ascorbato, apesar disso, ainda é menor do que o recomendado.

Segundo o Dr. William Laing, da New’s Zealand’s Plant and Food Research, que coordenou a pesquisa, uma boa maneira de reduzir a deficiência de vitamina C na população é modificar plantas geneticamente para que incorporem mais ascorbato. Desta maneira, alimentos comuns, como a batata, passarão a apresentar os índices de vitamina C recomendados pela OMS (Organização Mundial da Saúde).

Fonte: http://onlinelibrary.wiley.com/doi/10.1111/j.1467-7652.2011.00668.x/abstract
http://www.isaaa.org/kc/cropbiotechupdate/article/default.asp?ID=9408