Plantações GMs têm crescido nos últimos 20 anos, mas até agora ninguém pôde provar que os alimentos produzidos são perigosos à saúde humana. A declaração é de um membro da Academia de Agricultura e Ciência da Rússia, Alexander Panin, feita durante conferência sobre alimentos GMs.

Panin criticou o fato de a Rússia não produzir ainda alimentos desse tipo. Concordou com ele, na ocasião, o vice-presidente da Academia, Lev Ernst: “Estamos cinqüenta anos atrás do resto do mundo nessas áreas.”

Clique aqui para ler a matéria completa.