Hormônio EPO tem papel fundamental na formação de hemácias no sangue

Cientistas alemães modificaram geneticamente uma espécie de musgo para que produza um hormônio humano. Segundo Eva Decker, uma das pesquisadoras responsáveis pelo projeto, a iniciativa foi tomada devido à dificuldade de produzir o hormônio eritropoietina (EPO) em células animais. “Estudos previamente realizados mostraram que fabricar o hormônio em células vegetais pode ser mais fácil e barato”, comentou.

O hormônio EPO é fundamental para a formação de glóbulos vermelhos, e é empregado no tratamento e prevenção de anemia em pacientes com problemas renais e câncer. Além disso, o hormônio também pode ser utilizado para tratar AVC’s e cegueira causada por diabetes.

Fonte: Online Library Wiley – Junho de 2012