Algas verdes transgênicas podem produzir energia armazenada na forma de gás hidrogênio, anunciaram cientistas australianos da Universidade de Queensland. O estudo foi publicado na edição de outubro do Biotechnology Journal.

De acordo com o professor Ben Hankamer, que esteve envolvido no projeto, se houver sucesso total na empreitada, a alga poderia complementar ou ser uma alternativa para girar a economia mundial, movida a combustíveis fósseis.

“Nós precisamos urgentemente desenvolver e instalar novos sistemas de energia livres de CO2. E o nosso processo oferece uma solução para isso”, diz Hankamer.

O professor relatou que a equipe de pesquisadores conseguiu aumentar a eficiência de captura da luz solar de uma alga fotossintética (Chlamydomonas reinhardtii) apenas silenciando alguns dos genes responsáveis pelo armazenamento de proteínas geradas pela luminosidade natural.

Assim, a alga desenvolveu dois tipos de fotossíntese, uma delas produzindo gás hidrogênio sob condições com pouco enxofre.

Hankamer diz que as descobertas do estudo foram significativas, pois a alga transgênica pode sobreviver por mais tempo e se reproduzir em maior número com a mesma quantidade de luz, graças à possibilidade de gerar o gás hidrogênio.

O próximo passo dos cientistas é melhorar a eficiência da captura de luz. “Será importante para tornar o processo economicamente viável”, afirma o professor Hankamer.

Fonte: Agbios – 7 de novembro de 2007