Cientistas estão utilizando árvores para descontaminar solos poluídos por décadas pelo mercúrio, em Danbury. Cerca de 60 algodoeiros, geneticamente modificados pela equipe da Universidade da Georgia para que absorvam melhor o mercúrio, serão plantados em solos contaminados.

Para tanto, dois cientistas da Western Connecticut State University, com equipes formadas por estudantes, vão examinar a microbiologia do solo e a combinação de elementos químicos e micróbios que podem ajudar as plantas na absorção do mercúrio.

A expectativa é economizar para a cidade uma quantia de US$ 500 mil, que é o custo para remover e replantar solos contaminados. “Será uma alternativa que poderá ser implantada em outras cidades do Estado”, disse o prefeito de Danbury, Mark Boughton.

Veja a matéria original, em inglês.