Os estudos apontaram eficiência do milho GM para o controle da Diatréia e melhora significativa do controle de Helicoverpa e Spodóptera

O Gabinete do Secretário da Agricultura da Argentina anunciou, na semana passada, a aprovação comercial de uma variedade de milho geneticamente modificado (GM) que combina dois eventos de transformação individual (realizados por melhoramento convencional), chamados MON89034 e MON88017, também aprovados para plantio comercial.

Como resultado, o novo milho produz as proteínas inseticidas Cry1A.105 e Cry2Ab2 (contra insetos lepidópteros), Cry3Bb1 (que confere resistência a coleópteros) e CP4 EPSPS, para tolerância ao glifosato.

Os estudos apontaram eficiência do milho GM para o controle da Diatréia e melhora significativa do controle de Helicoverpa e Spodóptera. Em relação aos insetos abaixo do solo (coleópteros), a incorporação dessa nova tecnologia protege contra a Diabrótica da raiz, gerando melhor absorção de água, nutrientes e melhor ancoragem.

Fonte: ArgenBio– 19 de Outubro de 2010