A Argentina autorizou o evento “1507 x NK603″, tolerante a herbicida e resistente a insetos. A variedade é resultado da inserção de dois genes que determinam as características agronômicas de interesse.

A Associação Milho e Sorgo do país afirmou, por meio de um comunicado, que a aprovação do evento será favorável na medida em que possibilita o avanço das fronteiras da produção de milho no país, que perdeu muito terreno para a soja nos últimos anos.

A Argentina, segundo exportador mundial de milho, permite o cultivo de nove variedades de milho geneticamente modificado, tendo sido a primeira delas aprovada em 2004. O evento 1507 x NK603 é o terceiro, entre os nove, que receberam dois genes e, portanto, apresentam duas características combinadas.

Fonte: AOL Latino – 2 de junho de 2008