Um novo programa foi desenvolvido para registrar a riqueza da agricultura genômica num banco de dados mundial, identificando genes associados a ganhos nas plantações. Também se quer desenvolver uma plataforma mundial de bioinformática em que se tenha fácil acesso.
O programa, denominado Challenge Programme for Unlocking Genetic Diversity in Crops for the Resource Poor, é sediado no International Maize and Wheat Improvement Center (Cimmyt), no México.
Segundo Robert Zeigler, diretor do banco de dados, o programa foi desenvolvido sob o conceito de que seja um meio de se aprofundar e identificar a riqueza genética, além de desenvolver ferramentas e técnicas para descobrir os genes e utilizá-los em programas de incremento das plantações, de particular interesse para agricultores pobres e consumidores de países em desenvolvimento. A próxima etapa é desenvolver propostas para auxiliar na descoberta de novos genes associados a incrementos no cultivo de cereais, arroz e trigo.