A Comissária Europeia para a Agricultura, Mariann Fischer Boel, advertiu que barreiras à importação de organismos geneticamente modificados (OGMs) na União Europeia (UE) podem causar uma crise na produção de carne bovina.

Fischer Boel disse em coletiva de imprensa que os obstáculos na UE para a entrada de OGMs, tais como soja e milho, estão ameaçando o fornecimento de matérias-primas para alimentação animal a preços competitivos.

Se esta situação persistir, segundo ela, os atuais problemas que originam protestos no setor dos produtos lácteos (crise de preços) serão muito pequenos perto do que pode acontecer na produção de carne.

A comissária revelou que a falta de alimentos a preços competitivos pode causar uma redução na produção de carne, e que, ao longo do tempo, os consumidores europeus terão de comprar produtos provenientes de países onde os animais são alimentados com grãos geneticamente modificados.

Fischer Boel deixou claro que não há “tanta pressão” para a produção de lavouras GM dentro da UE, mas sim para as importações.

Os ministros da Agricultura dos países da UE têm conversado sobre as saídas para o setor diante das alterações climáticas, entre as quais está a escolha de cultivos GM resistentes à seca e às inundações.

Fonte: Fundación Antama – 14 de julho de 2009