Batatas geneticamente modificadas (denominadas “protato”) são consideradas na Índia alimento essencial num plano de combate à desnutrição infantil da população pobre. A intenção planejar um processo para os próximos 15 anos no país. O plano ainda considera fornecer ás crianças água potável, melhor alimentação e vacinas. “Zero de mortalidade infantil entre as crianças pobres deve ser a meta”, disse o cientista do Instituto Indiano de Ciência de Bangalore, Govindarajan Padmanaban. Uma batata GM, rica em proteínas, está em testes finais e pronta para ser aprovada.

Clique aqui para ler a íntegra do texto em inglês.