Uma reportagem publicada pelo jornal Kenya Times (www.kenyatimes.com) indicou que o uso da biotecnologia está fazendo uma diferença significativa para a agricultura e o combate à fome na África do Sul, país que adotou lavouras transgênicas pela primeira vez na safra 2001/2002.

De acordo com o levantamento do jornal, o rendimento das grandes lavouras de milho transgênico cresceu 11% e, dentre os pequenos agricultores, essa margem chegou a 56%. Vale lembrar que o milho representa 60% da dieta básica da maioria dos países africanos.

O relatório concluiu que o milho Bt pode beneficiar a África porque ele aumenta substancialmente o rendimento das lavouras e reduz a aplicação de pesticidas.

Fonte: Times Kenya / 18 Abril 2006