A Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia (Cenargen) completou o depósito de cem mil amostras de sementes nas suas câmaras frias de conservação, tornando o banco de germoplasma brasileiro o 7º maior do mundo, empatado com o do Canadá. O maior de todos é o norte-americano (com 466 mil amostras) e, em segundo lugar, o da China, com 360 mil. Na seqüência vem a Alemanha (160 mil), o Japão (147 mil), a Índia (144 mil) e a Coréia (115 mil).

No banco genético brasileiro de espécies vegetais estão conservadas 100 mil sementes de importância socioeconômica em câmaras frias, a 20ºC abaixo de zero, onde podem permanecer por mais de cem anos. É claro que periodicamente, são feitos testes para avaliar o seu potencial de germinação. As espécies com maior número de amostras na coleção são soja, arroz, feijão, trigo e milho, mas o banco de germoplasma tem ainda inúmeras outras espécies de plantas medicinais, fruteiras e arbóreas, entre muitas outras.

Fonte: Embrapa (06/12/2006)