O novo centro de biotecnologia a ser erguido em Ontario, no Canadá, está sendo definido como o “Silicon Valley” da biotecnologia na região de Geneva. O centro vai receber US$ 2,8 milhões do governo e vai criar cerca de 600 empregos de alta tecnologia. “Biotecnologia é a onda do futuro e Geneva é a crista dessa onda”, disse Sherwood Boehlert, que anunciou os recursos ao centro.

Os trabalhos de construção do centro vão começar este mês na infra-estrutura da Cornell Agriculture e do Food Technology Park. Este parque, criado no papel há dois anos, vai servir como incubador para companhias privadas que irão trabalhar com os cientistas para desenvolver novos produtos para agricultura e alimentação.

Entre os novos produtos que serão criados no centro, estão plantas resistentes a doenças e substâncias farmacêuticas, produzidas a partir de plantas GMs. O centro também vai se dedicar a produtos que possam ser resistentes a potenciais ataques bioterroristas.

Clique aqui para ler a matéria completa, em inglês.