Variedade resistente ao cancro cítrico já aguarda aprovação para teste de campo

O Centro de Citricultura Sylvio Moreira solicitou à Comissão Técnica Nacional de Biossegurança (CTNBio) autorização para realizar testes de campo com laranjeiras geneticamente modificadas resistentes ao cancro cítrico, grave doença causada por bactérias que afeta os pomares do país.

A variedade foi desenvolvida em casas de vegetação em Cordeirópolis, no interior paulista, e é a primeira laranja GM desenvolvida no Brasil. O centro Sylvio Moreira é considerado uma referência mundial em genética de citros.

No caso dessa variedade, a resistência foi adquirida por meio da estimulação de um gene da própria planta, que já é responsável pela defesa do fruto.

Os experimentos de campo da nova laranja, quando aprovados pela CTNBio, serão realizados em Uberlândia, Minas Gerais.

O Estado de S. Paulo – 17 de março de 2010