Os alimentos GMs fizeram parte da pauta da 2ª Conferência Asiática de Nutrição Pediátrica, realizada em Jacarta, na Indonésia.

De acordo com um dos palestrantes do evento, o cientista Dedi Fardiaz, da National Agency for Food and Drug Control do país, os alimentos geneticamente modificados poderiam fazer parte dieta infantil.

“A biotecnologia permite produzir alimentos mais nutritivos ou até mesmo não-alergênicos, dois dos pontos mais preocupantes quando se fala em alimentação para bebês e crianças”, salientou.