Em estudo apoiado pela Netherlands Organisation for Scientific Research, o cientista holandês Marco Krujit descobriu dois genes de resistência a fungos provavelmente originários de uma espécie ancestral do tomate. O fitopatologista encontrou os mesmos genes em diversas variedades de tomates selvagens.

Os tomates resistentes ao fungo Cladosporium fulvum, causador de doença no fruto, apresentam os genes chamados Cf, que, segundo o estudo do pesquisador, já estavam presentes em espécies ancestrais e derivaram, pela evolução, em outros genes de resistência presentes nas variedades mais modernas, o Cf-4 e Cf-9.