A variedade GM é resistente à peste que ataca as frutas em Uganda, Burundi, República Democrática do Congo, Quênia, Ruanda e Tanzânia.

Em Uganda, na África, fora os cereais, a banana é a cultura mais importante.  Cerca de 70% da população local tem a banana como alimento básico. Contudo, em 2001 a indústria perdeu mais de U$200 milhões devido à doença chamada murcha da banana Xanthomonas (BMX, na sigla em inglês).

Buscando resolver esse problema de implicações sociais e econômicas, cientistas de Uganda desenvolveram bananas geneticamente modificadas (GM) que demonstram uma promissora resistência contra a doença Xanthomonas.

A mudança consiste na transferência de dois genes da pimenta doce (Capsicum annuum) para a fruta. O próximo passo no desenvolvimento dessa tecnologia são os testes de campo. Em Uganda, o projeto que aprova o plantio da banana GM está no parlamento.

Fonte: Science Development Network – 23 de Junho