Os cientistas da Universidade de Saskatchewan, no Canadá, identificaram um gene que pode abrir caminho para o desenvolvimento de cultivos agrícolas e florestais mais tolerantes a estresses no ambiente, como a luz ultravioleta e outros tipos de radiação. O estudo realizado por Wei Xiao e colaboradores é apresentado na edição de janeiro do periódico The Plant Cell.

Xiao relata que, utilizando Arabidopsis (uma planta modelo, parente da canola), os pesquisadores foram capazes de clonar e caracterizar quatro genes suspeitos de desempenhar um papel importante nas respostas ao estresse das plantas. Aquelas em que um dos quatro genes haviam sido desligado produziram mudas que cresceram mais lentamente e, muitas vezes, morreram, em comparação ao grupo controle.

“Isto nos diz que tais genes provavelmente desempenham um papel importante na manutenção da estabilidade genética das plantas e as protegem do estresse”, disse Wei Xiao.

Fonte: Usask – 25 de janeiro de 2008