O melão foi a primeira planta da família das curcubitáceas a ser modificado para resistência a vírus

Um grupo de cientistas espanhóis desenvolveu um método para criar variedades de curcubitáceas (família do melão, pepino, melancia, abóbora) resistentes a doenças virais. Os pesquisadores inibiram um gene (“silenciaram”, para que ele não tenha mais efeito) da planta que codifica uma proteína utilizada pelo vírus para se multiplicar nas células dos vegetais.

A peculiaridade deste método é que se obtém uma planta melhorada geneticamente sem se adicionar nenhum gene estranho à própria espécie. Os primeiros testes aconteceram com o melão. Das nove doenças causadas por vírus que foram testadas no melão transgênico, quatro não se manifestaram.

Doenças causadas por vírus que afetam as curcubitáceas causam grandes perdas econômicas todos os anos. A Espanha é um grande exportador desta fruta, exportando entre 5 e 10% de sua produção anual.

Fonte: Sinc – Serviço de Informação e Notícias Científicas– Janeiro de 2011