Cientistas do Departamento de Agricultura do Serviço de Pesquisa Agrícola (ARS), nos Estados Unidos, identificaram marcadores genéticos para um gene do arroz que auxilia na resistência ao destrutivo fungo Magnaporthe oryzae, causador da doença brusone, capaz de destruir arroz suficiente para alimentar mais de 60 milhões de pessoas.

O fungo patogênico que causa a brusone tem capacidade para produzir estruturas que invadem o sistema vascular da planta, bloqueando o transporte de nutrientes e água, produzindo lesões sobre suas partes superficiais.

Robert Fjellstrom e a pesquisadora chefe do ARS, Anna McClung, descobriram marcadores genéticos ligados ao gene de resistência Pi-z do arroz. Este gene confere resistência à brusone causada por muitas cepas de fungo nos Estados Unidos e em todo o mundo.

Comparado com marcadores desenvolvidos anteriormente, os descobertos pelos cientistas do ARS estão localizados mais próximos ao gene Pi-z, tornando-os extremamente precisos em prognosticar a presença do gene. Os melhoristas de arroz já foram capazes de utilizar esses marcadores para selecionar cultivos altamente resistentes na Califórnia e no Texas.

Para mais informações, leia.

Fonte: USDA – 19 de setembro de 2008.