Milhares de genes da fruta foram identificados neste projeto que reuniu nove centros de pesquisa da Espanha

Pesquisadores da Espanha sequenciaram o genoma do melão. Segundo a equipe liderada por Pere Puigdomènech, do Conselho Nacional de Pesquisa da Espanha (CSIC), descobriu-se que a fruta possui 27.427 genes e mais de 450 milhões de bases nitrogenadas. Além disso, foram identificados 411 genes do melão ligados à resistência a doenças. Outros 89 genes foram relacionados ao amadurecimento do fruto, 63 ao acúmulo de açúcar e 26 à acumulação de carotenoides, substância que dá cor ao melão.

Segundo os cientistas, o estudo faz parte do projeto Melonomics, no qual nove centros de pesquisa espanhóis estão envolvidos. A partir de agora, será mais fácil estabelecer métodos de melhoria da cultura, principalmente no que diz respeito à resistência a pragas e doenças que afetam as plantações de melão.

Fonte: Centre de Recerca em Agrigenômica – Julho de 2012