Pesquisadores japoneses anunciaram ter extraído células-tronco do siso de uma menina de dez anos de idade, sugerindo que o ´dente do juízo´ pode ser uma fonte de células terapêuticas no futuro.

A célula-tronco capaz de se desenvolver fora do corpo e dar origem a outras foi identificada em um experimento do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia Industrial Avançada, no Japão.

No experimento, a célula foi extraída de um siso que ficou congelado por três anos e utilizada para tratar problemas de fígado. Segundo os cientistas, a vantagem da técnica é que ela contorna problemas éticos associados à extração de células-tronco de embriões humanos. Em vez disso, o material é obtido de dentes do siso descartados, que podem ser facilmente congelados e estocados.

Os pesquisadores estimam que em cinco anos o método possa estar disponível para uso clínico em terapias de recuperação de tecidos, como doenças ósseas congênitas e disfunções hepáticas.

Nos Estados Unidos, dentistas já oferecem o serviço de extração e estoque de células-tronco obtidas a partir de sisos descartados ou dentes de bebês – outra potencial fonte para células terapêuticas no futuro.

Fonte: BBC Brasil – 22 de agosto de 2008