Cientistas da Academia de Medicina da França pediram aos países da União Européia, em meados de dezembro, o fim da moratória dos OGMs, imposta em junho de 1999, para que possam ser liberadas a produção e comercialização desses produtos no continente. Os cientistas fazem questão de dizer que não vêem nenhuma evidência de que os genéticos sejam arriscados à saúde humana e animal. Eles salientaram que produtos transgênicos têm sido cultivados e consumidos nos Estados Unidos por mais de uma década e nenhum problema de saúde em particular foi registrado. Para os cientistas, a moratória tem de ser banida, mas é necessário manter um sistema permanente de avaliação da tecnologia.

Ver a íntegra em inglês.