Estudo conclui que variação no gene denominado ABCC9 explica em cerca de 5% as diferenças no tempo de sono

Embora a duração do sono também seja influenciada por fatores individuais e ambientais, cientistas europeus identificaram o gene que é o responsável pela contribuição genética para sua regulação. De acordo com o trabalho publicado na revista Molecular Psychiatry, o gene denominado ABCC9 explica em cerca de 5% as variações quanto à duração do sono.

A equipe dos cronobiólogos Till Roenneberg e Karla Allebrandt (Universidade Ludwig-Maximilians, Munique, Alemanha) realizou um estudo com mais de quatro mil pessoas de sete países europeus. A análise do comportamento e das características genéticas dos indivíduos pesquisados mostrou que as pessoas com uma variação do gene ABCC9 dormiam, em geral, menos tempo que os indivíduos com a outra versão do gene.

A outra conclusão do estudo é o papel importante do meio ambiente na duração do sono. Dessa maneira, os pesquisadores observaram que as consequências da variação genética são mais importantes nas populações submetidas a uma maior amplitude da duração do dia, determinada pelas estações do ano.

Fonte: Molecular Psychiatry – Novembro de 2011