A Comissão Européia (CE) aprovou no início deste mês a comercialização do milho transgênico 1507 como alimento para humanos ou ingrediente alimentício nos mercados da UE. Bruxelas aprovou a venda e o emprego em produtos como óleos e farinhas do milho geneticamente modificado para resistir a determinadas infestações de insetos. A comissão já havia aprovado a variedade, no ano passado, para a importação e o processamento destinado à alimentação animal. O milho 1507 foi geneticamente melhorado para resistir aos lepidópteros, à broca e para tolerar o herbicida glufosinato de amônio.

Fonte: Folha Online e Estadão.com – 4 de março de 2006