A Autoridade Européia para Segurança Alimentar (EFSA) rejeitou o pedido de cinco países-membro que tentaram banir variedades de sementes geneticamente modificadas já aprovadas pela entidade para importação e cultivo. A EFSA concluiu que é “extremamente baixa” a probabilidade de efeitos adversos da presença de genes marcadores antibióticos nos milhos transgênicos Bt176 e T25. Com relação ao milho MON810, a comissão apontou ser improvável os efeitos adversos para a saúde humana e animal e ao meio ambiente.

Fonte: AGROW / 13 Abril 2006