A empresa AviGenics, de Atenas, anunciou na última semana ter conseguido sucesso na produção de interferon humano biologicamente ativo e anticorpos monoclonais em galinhas GMs. O pesquisador Leandro Christmann, diretor da empresa, apresentou dados sobre duas proteínas expressas nas galinhas GMs.

A primeira, o interferon humano Alpha-2b, foi feita por meio de um grupo de galinhas transgênicas que mostraram consistente produção por três gerações. A sequência da proteína e o modelo do interferon transgênico é equivalente àqueles naturais, presentes no corpo humano. Christman descobriu ainda a produção do anticorpo monoclonal humano em ovos de galinhas transgênicas.

As propriedades biológicas do processo de produção de anticorpos se mostraram idênticas àqueles derivados da tradicional cultura de células dos mamíferos. “A atividade biológica é importante para a produção terapêutica de proteínas”, diz o CEO da AviGenics, Yashwant Deo. A tecnologia vai reduzir muito o custo da produção dessas proteínas. “Centenas de medicamentos em desenvolvimento serão beneficiados”.

Leia também a matéria original, em inglês.