A Comissão Técnica Nacional de Biossegurança (CTNBio) aprovou, nesta semana, quatro novos eventos geneticamente modificados: duas soja tolerantes ao herbicida glufosinato de amônio, duas vacinas de uso animal e uma levedura capaz de produzir diesel diretamente da sacarose.

Com isso, o Brasil passa a ter liberados para comercialização 21 eventos agrícolas (soja, milho e algodão), além de 10 vacinas e a levedura.

Nesta semana também foi indicado o novo presidente da CTNBio, Edilson Paiva, que ocupava o cargo de vice-presidente durante a gestão de Walter Colli. Paiva assume para um mandato de dois anos