A Câmara dos Deputados norte-americana aprovou uma moção expressando apoio à posição de Bush diante da Organização Mundial do Comércio contra a política da União Européia na aprovação de produtos geneticamente modificados.

A medida simbólica, que não terá caráter formal diante da WTO, teve oposição de alguns membros da Câmara, cujo argumento era de que os Estados Unidos não devem encorajar a WTO a agir contra as leis de segurança alimentar de nenhum país. A votação foi de 339 a favor e apenas 80 contra a moção.

O porta-voz da Câmara, Dennis Hastert, acredita que a ação ajudará a “acabar com o protecionismo e as práticas comerciais discriminatórias da União Européia no que diz respeito à biotecnologia agrícola.”

Somente os produtores de milho norte-americanos estimam perdas da ordem de US$ 300 milhões em vendas para países da União Européia, que bloquearam a entrada de variedades geneticamente modificadas em suas fronteiras.

Confira a matéria na íntegra, em inglês.