Geneticistas da Universidade de Cornell e da Universidade de Illinois identificaram um conjunto de variantes genéticas no milho que contribuem para determinar os níveis de provitamina A. Segundo o autor do estudo, Edward Buckler, geneticista e professor adjunto associado para melhoramento e genética de plantas da Universidade de Cornell, a pesquisa poderá contribuir para triplicar os níveis da provitamina no cereal.

“Ao identificar as variantes genéticas, os pesquisadores podem desenvolver variedades com mais provitamina A de uma forma rápida e barata”, disse Buckler. A pesquisa pode ajudar a desenvolver variedades de milho na África subsaariana para os agricultores de subsistência.
Buckler ainda acrescenta que outro cultivo, particularmente, poderá se beneficiar da descoberta. O arroz, que não tem nenhuma variação genética para provitamina A, poderá ter o nível aumentado por meio das técnicas da engenharia genética.

Fonte: Universidade de Cornell – 18 de janeiro de 2008