Lobo300x200Os cães foram os primeiros animais a serem domesticados pelo homem, a partir do lobo cinzento europeu, há aproximadamente 15 mil anos. Hoje, estão divididos em quase 400 raças puras e em uma grande população de “cachorros de rua”, que vivem ao redor de comunidades humanas. Ao analisar o DNA de 5392 cães de 38 países, incluindo uma amostra de 549 animais de rua, o estudo publicado na revista científica PNAS apresenta fortes evidências de que os cachorros foram domesticados na Ásia Central, possivelmente nas regiões onde hoje estão localizados Nepal e Mongólia.

Segundo o pesquisador da Universidade de Cornell e um dos líderes da pesquisa, Adam Boyko, a domesticação desses animais é o tipo de evento que poderia acontecer de maneira independente em diferentes lugares, mas o DNA dos cães modernos não sugere isso. “Analisamos se havia evidências de múltiplos tipos de domesticação e, em todos os grupos que estudamos até agora, não encontramos nenhuma prova disso”. Dessa maneira, Byoko conclui que há uma origem única para todos esses cães. “Apesar disso, também encontramos sinais de um fluxo de genes de lobos e cachorros domesticados.”

Os pesquisadores estudaram genes que ficam próximos uns dos outros nos cromossomos dos cachorros. Os padrões dessas “marcas” genéticas permitiram à equipe identificar a origem da domesticação. O DNA dos animais também revelou que algumas populações (notadamente as das Américas Central, do Sul e do Pacífico Sul) são quase completamente descendentes do lobo europeu, enquanto outras são uma mistura desses com populações nativas. Cabe ressaltar que alguns grupos, a exemplo dos cães do Vietnã, Índia e Egito, quase não mostram influência do ancestral europeu.

A maioria dos pesquisadores concorda que os cachorros estão conosco há pelo menos 15 mil anos, mas saber exatamente onde esse processo começou é motivo de debate na comunidade científica até hoje. Os resultados da recente pesquisa não devem colocar um ponto final na discussão, mas estimular mais pesquisas sobre a origem dos cachorros.