Países como China, Coréia do Sul e Japão estão entre os grandes consumidores de carne de porco do mundo. Por conta disso, a produção desordenada do animal tem causado sérios problemas de poluição ambiental nestes países. De olho na questão, os biólogos canadenses Cecil Forsberg e John Phillips usaram os conhecimentos da biotecnologia para criar uma nova linhagem de animais geneticamente modificados: os Enviropigs (algo como Ecoporcos, numa tradução livre). Eles reconstruíram o genoma do bicho e conseguiram resultados surpreendentes: a primeira geração de Enviropigs não exigiu mais qualquer suplemento dietético e o conteúdo de fósforo das fezes foi reduzido em até 75%.

Fonte: AgBioWorld / 10 de maio de 2006