O governo chinês assumiu oficialmente que os alimentos geneticamente modificados são seguros para o meio ambiente e para a saúde humana. Segundo explicou o ministro da Agricultura, Fang Xiangdong, as plantas passaram por um processo de testes que durou dois anos e foram aprovadas. A análise nesse período foi conduzida por um grupo de 58 especialistas em agricultura, meio ambiente, do comércio internacional, da Chinese Academy of Sciences e de universidades.
Com a declaração oficial de aprovação da segurança dos alimentos GM, alguns produtos terão certificados provisórios que permitem seu cultivo no país. Xiangdong explica que a aprovação é provisória para que se tenha um acompanhamento.
O governo local aprovou, para importação, cinco plantas: a soja Roundup Ready; uma versão do milho Roundup Ready; o milho YieldGard; o algodão Bollgard; e o algodão Roundup Ready.