A Embrapa criou a Rede de Recursos Genéticos Microbianos, uma estruturação para organizar e administrar as informações sobre micro-organismos preservados em diferentes coleções de culturas, além do uso e da conservação de recursos genéticos vegetais, animais e de micro-organismos.

A rede foi criada no intuito de reunir micro-organismos que podem ser usados na agropecuária e na agroindústria. O foco principal é garantir material genético aos estudos do agronegócio e outros setores produtivos.

O benefício que essa rede permite é a integração entre experiências científicas e coleções de cultura da Embrapa e outras instituições brasileiras. O acesso, portanto, às metodologias utilizadas em técnicas de isolamento, identificação, caracterização, preservação, documentação e intercâmbio dos micro-organismos foi facilitado.

Fonte: Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento 10.02.09