Um estudo recentemente divulgado pela Universidade de Toronto, no Canadá, intitulado Top 10 Biotechnologies for Improving Global Health (Top 10 da biotecnologia para a melhoraria da saúde global) estabeleceu as principais áreas do setor em ordem de importância. Do trabalho, em que participaram 28 importantes cientistas especializados em tecnologia genética e saúde, saiu um ranking do setor biotecnológico, com os dez setores mais promissores no que diz respeito à melhoria da saúde no mundo, particularmente nos países mais pobres.

São elas:

  • Tecnologia molecular para diagnósticos mais simples e baratos de doenças infecciosas;
  • Tecnologia recombinante para o desenvolvimento de vacinas contra doenças infecciosas;
  • Tecnologia em prol do meio ambiente (incluindo limpeza da água e área sanitária);
  • Tecnologia da seqüência de genomas patogênicos para a compreensão de sua biologia e identificação de novos combates a microrganismos;
  • Proteção contra doenças sexualmente transmissíveis;
  • Bioinformática para identificar medicamentos e para examinar interações patógenos-hospedeiros;
  • Organismos geneticamente modificados para desenvolver nutrientes e combater deficiências específicas;
  • Tecnologia recombinante para o desenvolvimento de produtos terapêuticos mais baratos;
  • Combinações químicas para descoberta de drogas.

http://www.isaaa.org/kc/CBTNews/2002_Issues/Oct/CBT_Oct_11.htm#TOP