O governo da província de Western Australia anunciou ontem, dia 25, a liberação do plantio de canola geneticamente modificada (GM) a partir deste ano. “A decisão coloca Western Australia em linha com os Estados de New South Wales e Victoria, outros grandes produtores de grãos, onde os agricultores podem plantar a canola GM comercialmente desde 2008”, disse em um comunicado o premiê do Estado, Colin Barnett, equivalente a um governador estadual. “Nossos agricultores estão entre os melhores do mundo, mas precisam ter acesso a novas tecnologias, a exemplo da canola GM, para que se mantenham competitivos no mercado global”, completou.

A liberação ocorreu após 17 produtores terem testado variedades GM em 2009. Segundo o comunicado do governo, os produtores mostraram-se “impressionados” com o resultado, especialmente por conta da redução de custo e do trabalho para o controle de plantas daninhas nas plantações. Mais de 1,2 mil toneladas de canola GM foram produzidas nestes testes durante 2009.

As variedades de canola GM liberadas para plantio por Western Australia já haviam sido consideradas seguras para o ser humano e o meio ambiente pelo Regulador Australiano de Tecnologia Genética.

Fonte: Governo Western Australia – 25 de janeiro de 2010