Uma recente pesquisa americana apontou vantagens no uso de plantas transgênicas, considerando maior média de lucro e, em alguns casos, menor uso de pesticidas em comparação com plantações convencionais. Os cientistas Michelle C. Marra, Philip. G. Pardey e Julian M. Alston citaram, por exemplo, o algodão (Bt + RR ou stacked-gene type, ou genes “estaqueados”), que possibilitou um aumento médio de produtividade da ordem 327,04 quilogramas por hectare.

Em relação ao milho Bt, houve um pequeno, mas significativo crescimento de produtividade. Em alguns Estados, como Illinois e Minnesota, o aumento pode ser substancial, resultando em importante aumento do lucro.

O estudo cita ainda a soja RR, cuja economia no uso de pesticida é suficiente para compensar possíveis perdas em rendimentos. A conclusão dos cientistas é que todos os tipos de transgênicos possibilitam lucro médio mais alto do que nas plantações convencionais. Eles ressaltam, no entanto, que essa constatação só é referente ao território dos EUA, embora acreditem haver paralelo em outros países.

Clique aqui para ler a matéria completa em inglês.