Da mesma forma que cientistas e agricultores continuam debatendo se cultivos de plantas obtidas pela biotecnologia são saudáveis para humanos, um grupo de conservação de recursos naturais está anunciando que plantas transgênicas são benéficas para o meio ambiente. Essas plantas podem reduzir a necessidade de aração, resultando em menor erosão do solo e menos poluição do ar, de acordo com o Centro de Informação sobre Tecnologia de Conservação – CTIC, nos EUA. Cultivos transgênicos de algodão e soja têm sido estudados pelo CTIC desde 1996 e a característica de tolerância a herbicidas resulta em menor necessidade de manipulação do solo (aração), conforme Dan Towery, especialista em conservação de recursos e co-autor do trabalho. De acordo com Dan, áreas não aradas aumentaram em 35 % desde que houve introdução de cultivos transgênicos e agora essas terras somam mais de 55 milhões de acres, reduzindo a erosão em cerca de 1 bilhão de tonelada de solo por ano.

Leia a íntegra da matéria em inglês:

http://www.ctic.purdue.edu/CTIC/BiotechPressRelease.html