Cientistas da Universidade de Wageningen (Holanda), do Centro John Innes (Reino Unido) e da Universidade Estadual de Ohio (EUA) desenvolveram um novo método para identificar genes que podem tornar as batatas resistentes ao patógeno Phytophthora infestans.Quando o Phytophthora infecta a batata, um conjunto de genes patogênicos produzem proteínas que propiciam a ocorrência de infecções parasitárias. Os cientistas demonstraram que o monitoramento dessas proteínas, a descoberta e isolamento de genes de resistência da doença podem ser acelerados a um ritmo sem precedentes.

No estudo, os cientistas testaram um conjunto de 54 proteínas encontradas em um grande conjunto de espécies selvagens de batata. Uma delas, conhecida como IPiO, foi diretamente relacionada com a resistência à geada em três espécies selvagens. Uma resposta positiva contra IPiO sempre ocorre em plantas que tem o gene de resistência (RPI-blb1, RPI-pta1).

Fonte: Isaaa – 8 de agosto de 2008