O governo dos Estados Unidos aprovou recentemente o plantio de um arroz geneticamente modificado capaz de produzir proteínas humanas que devem ser usadas no tratamento médico da diarréia. A aprovação permitiu a plantação de até 3.200 acres do arroz geneticamente modificado no Estado do Kansas.

O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA, na sigla em inglês) tem um protocolo estrito para fiscalizar lavouras GM com finalidade de produção de fármacos requerendo, entre outras coisas, mais inspeções de campo e maiores distâncias de cultivos tradicionais com produção de alimentos. O Serviço de Inspeção de Saúde Animal e de Plantas do Departamento de Agricultura vai garantir que não haja nenhuma produção comercial na área.

Fonte: AgBioWorld – 17 de maio de 2007