Os EUA decidiram levar a questão da moratória dos alimentos GMs vigente na Europa à Organização Mundial do Comércio (OMC) para que seja formado um painel para discutir e tomar decisão sobre o caso.

No mês passado, autoridades de comércio do governo americano enviaram documento à OMC reivindicando que seja determinado o fim da moratória européia. Alega o documento que a proibição fere regras comerciais internacionais.

O porta-voz do governo, Richard Mills, diz que a moratória européia é ilegal porque nega acesso dos mercados do continente a produtos biotecnológicos saudáveis e nutritivos, vindos da América e de outros países, negando a chance de escolha dos consumidores europeus.

Leia também a matéria na íntegra, em inglês.