Cerca de 13 países da União Européia estão se unindo numa força-tarefa para garantir a coexistência entre cultivos GM e outros não derivados da moderna biotecnologia. O “European Union Agriculture and Fisheries Council” disse que esses países (Áustria, Bélgica, Chipre, República Tcheca, Alemanha, Grécia, Hungria, Letônia, Luxemburgo, Polônia, Eslovênia, Espanha e Holanda) concordaram com Dinamarca e Itália para coletar e disseminar informações na União Européia. De acordo com o Comissário da UE, Franz Fischler, a rede entre os países membros pode estabelecer o intercâmbio de idéias e informações considerando novas práticas e experiência do setor agropecuário.