Membros de uma comissão de relações econômicas do Senado francês elaboraram um relatório contendo os passos necessários para viabilizar uma estrutura de pesquisa e regulamentação para desenvolver organismos geneticamente modificados (OGMs).

A constatação foi de que as pesquisas nessa área têm declinado significativamente, apesar da ótima reputação da França nesse campo. Para reverter o quadro, o relatório aponta a necessidade de haver reconhecimento e proteção às pesquisas sobre alimentos GMs e incentiva o diálogo entre os cientistas e os cidadãos franceses sobre o tema.

O documento aborda, ainda, outros dois aspectos importantes para a condução das pesquisas. Um deles trata do estímulo às parcerias entre as entidades públicas e as companhias privadas e, o outro, está relacionado à adoção de uma lista de critérios que estabeleçam parâmetros éticos em relação aos estudos que envolvem os transgênicos.

Clique aqui para ler a matéria em inglês.